Internet, Redes de Computadores e Satélites





Introdução

O presente trabalho de investigação acarreta, de forma detalhada, conteúdos relacionados com A Internet, Redes de computadores e Satélites. Para a elaboração deste trabalho, foi seguida a seguinte estrutura que nos permitiu organizá-lo de forma a manter coesão e coerência nele. Em primeiro lugar trata-se da Internet, que inclui conteúdos sobre o seu historial, derivação, conceitos, vantagens e desvantagens, como aceder à Internet e por fim os elementos necessários para aceder à Internet.

Posteriormente traz-se uma abordagem em torno das redes, onde se expõe detalhadamente os seus conceitos básicos e seus tipos. Para terminar, falamos de Satélites. Neste terceiro conteúdo incluímos, de igual modo os conceitos e os seus tipos.

Internet

Historial e Derivação

A Internet é algo que mudou na totalidade como a forma pela qual se vivia, sendo assim, vamos ver, logo a seguir, um breve historial da Internet assim como a sua derivação.
De acordo com ITIC-Internet, a Internet surge em 1969, nos Estados Unidos da América; com o objectivo de desenvolver uma rede de comunicações para interligar os super computadores da defesa americana e de algumas grandes universidades, de forma que, no caso de haver um ataque nuclear, as comunicações não fossem interrompidas;
Ainda na perspectiva de ITIC-Internet, em 1972, a DARPA (Defense Advanced Research Projects Agency) apresentou a ARPANET garantindo que as ligações existissem entre todas as bases de defesa e, em caso de destruição de uma delas, a comunicação havia de se estabelecer automaticamente, através de uma outra base;

No início dos anos 80, a ARPANET adoptou um conjunto de protocolos – TCP/IP – que permitem que universidades, centros de investigação e outros departamentos militares e governamentais americanos criem as suas próprias redes e se liguem também à ARPANET.
Derivação
“O nome internet deriva da junção de duas palavras de origem inglesa, international network. Traduzindo para o português, rede internacional.” Rafaella Mota. (2010, p.10)

Conceitos de Internet

A Internet é considerada como:
  • Uma gigantesca rede mundial que interliga computadores de todos os tipos e capacidades através de linhas de comunicação (telefone, canais de satélite, cabo submarino) utilizando um conjunto de regras específicas para computadores (protocolos).
  •  O conjunto de redes de computadores que, espalhados por todas as regiões do planeta, conseguem trocar dados e mensagens utilizando um protocolo comum.
  •   Rede de computadores dispersos por todo o planeta que trocam dados e mensagens utilizando um protocolo comum, unindo usuários particulares, entidades de pesquisam órgãos culturais, institutos militares, bibliotecas e empresas de toda envergadura.

Vantagens e desvantagens da Internet

A chegada da Internet originou uma grande mudança no dia-a-dia das pessoas, na forma como se comunicam entre si, como buscam e recebem informação, como pesquisam e compram bens e serviços, como estudam, se relacionam, entre muitas outras acções do quotidiano.

Vantagens 

A primeira vantagem que aqui trazemos, está relacionada com a comunicação. O alvo principal da Internet sempre foi a comunicação, o que tornou tudo muito mais próximo, acessível e prático. Agora podemos nos comunicar em uma fracção de segundos com pessoas que estejam em qualquer parte do mundo, estabelecer relações sociais de amizade virtual, compartilhar os nossos pensamentos, explorar outras culturas, e muito mais.
Em segundo lugar damos foco à Informação. Pois, a informação é, provavelmente, a maior vantagem que a Internet oferece, pois qualquer tipo de informação sobre qualquer assunto está disponível na Internet.
De seguida olhamos para o aspecto da conveniência. Pode se verificar que é rápido, fácil e está a poucos cliques. Pode-se em poucos minutos, de qualquer lugar e em qualquer horário, fazer diversas coisas que, antes da Internet, demandariam muito tempo e esforço, como por exemplo: ir ao banco, comprar algo, pagar uma conta, emitir um documento, conversar, pesquisar por assuntos específicos, entre outros.
Adicionalmente, o entretenimento é outra razão muito popular pela qual muitas pessoas navegam na Internet. Pode-se fazer download de jogos, músicas, filmes, vídeos, livros, chats ou simplesmente navegar, pois quando as pessoas navegam, existem inúmeras coisas que podem ser encontradas, como por exemplo: passatempos, curiosidades, notícias, entre tantas outras que podem ser compartilhados.
Afinal, verificamos uma vantagem na Prestação de Serviços. Muitos serviços importantes são prestados na Internet como: serviços bancários online, oferta e procura de emprego, compra de ingressos para os seus filmes, shows e desportos favoritos, vendas de cursos, reservas de hotel e passagens rodoviárias e aéreas, compras de varejo em geral, entre muitos outros.

Desvantagens

Uma das desvantagens que constatamos está na Qualidade de Ensino, os cursos online, onde muitos deles não oferecem conteúdos e suportes, no caso de dúvidas, bons o suficiente e cobram caro.

Tomamos como segunda desvantagem a superficialidade. Muitas vezes identificamos na Internet, abordagens muito superficiais, não aprofundadas e descontextualizadas dos assuntos apresentados.
A Internet também gera distracção. Considerando que a Internet é uma forma de entretenimento ao mesmo tempo em que é uma ferramenta de trabalho ou de estudo, logo percebemos que nela é muito mais fácil perder o foco do trabalho ou dos estudos com as inúmeras atracções que estão a um clique de distância.
De seguida nota-se a falta de interacção, principalmente em cursos a distância, pois, a interacção é escassa por se tratar de aulas não presenciais, sem auxílio de um professor à sua frente ou troca de informações com colegas de classe, já que esse processo de ensino online é algo que se faz sozinho.
A outra vantagem da Internet é a estimulação de fraude. Por exemplo, em entregas de trabalho ou até em provas, a Internet pode ser uma fonte de respostas a quase todas as perguntas, algo que priva o aluno de estudar e se inteirar do trabalho, pois ele estará pronto quando pesquisar em algum site de busca.

Facilmente se pode ter vírus, programa, este, malicioso desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores, utilizando-se de diversos meios.
E, por fim, uma das grandes desvantagens da Internet é o isolamento das pessoas, visto que, quando viciadas, elas não querem saber de mais nada. Ficam obcecadas por games, vídeos ou redes sociais, e começam a apresentar comportamentos que demonstram desinteresse pelo mundo off-line, tais como: faltam às aulas, não dormem o suficiente e muitas, nem se alimentam, é como se estar conectado fosse a única coisa que tivesse importância.


Como aceder à Internet

Existem várias soluções e possibilidades de estabelecer ligações à Internet. Para além da pessoa ou organização que pretende aceder à Internet, há sempre outro interveniente: um fornecedor de serviço que pode ser uma organização ou empresa, possuindo ligações nacionais e/ou internacionais que lhe permitem oferecer pontos de acesso à Internet (POP’s) aos seus clientes.

Elementos necessários para aceder á internet

·         Hardware
·         Software
·    Fornecedores de serviços – Os fornecedores disponibilizam programas que permitem: a ligação ao servidor, a visualização cópia de ficheiros etc.

Redes (Conceitos Basicos e Historial)

O termo genérico rede define um conjunto de entidades (objetos, pessoas, etc.) interligados uns aos outros. Assim sendo, uma rede permite circular elementos materiais ou imateriais entre cada uma destas entidades, de acordo com regras bem definidas.
Rede (em inglês, network): conjunto dos computadores e dispositivos conectados uns aos outros. É também importante dizer que dois computadores conectados constituem, por si só, uma rede mínima.
Rede informática é o conjunto de computadores conectados entre eles graças a cabos e trocando informações sob a forma de dados numéricos (valores binários, quer dizer, codificados sob a forma de sinais que podem tomar dois valores:
De acordo com Leonardo Ferreira, uma Rede de computadores é formada por um conjunto de computadores autónomos interconectados.

Tipos de redes

Rede de área alargada (WAN)

As redes de área alargada (“Wide Area Network”) têm a dimensão correspondente a países, continentes ou vários continentes. São na realidade constituídas por múltiplas redes interligadas, por exemplo LANs e MANs. O exemplo mais divulgado é a “internet”.

Rede local (LAN)

Uma rede “Local Area Network” caracteriza-se por ocupar uma área limitada, no máximo um edifício, ou alguns edifícios próximos, muitas vezes limitam-se a apenas um piso de um edifício, um conjunto de salas, ou até uma única sala. São redes de débito médio ou alto (desde 10 Mbps até 1 Gbps, sendo actualmente o valor de 100 Mbps o mais comum).

Rede local sem fios (WLAN)

Recentemente tem crescido a utilização de redes locais sem fios, conhecidas com WLAN (“Wireless Local Area Network”). Além de serem adequadas a situações em que é necessário mobilidade (ex: posto montado num veiculo que circula num armazém, ou portátil que circula nas mãos de um operador de “hipermercado”), são flexíveis e da fácil instalação.

Rede metropolitana (MAN)

Uma “Metropolitan Area Network” é basicamente uma WAN, cuja dimensão é reduzida, geralmente também assegura a interligação de redes locais. A área abrangida corresponde no máximo a uma cidade. São usadas por exemplo para interligar vários edifícios afins dispersos numa cidade.

 

Rede Pessoal (PAN)

O conceito de rede pessoal “Personal Area Network” está não só relacionado com a sua reduzida dimensão, mas com também com o facto de utilizar comunicação sem fios. O alcance limita-se a algumas dezenas de metros. Os débitos são relativamente baixos, na casa de 1 Mbps.

Rede local virtual (VLAN)

As redes locais virtuais “Virtual Local Area Network” são definidas sobre redes locais que estão equipadas com dispositivos apropriados (dispositivos que suportam VLANs). Trata-se de definir até que zonas da LAN se propagam as emissões em “broadcast” que tem origem noutra zona.

Rede de armazenamento (SAN)

As redes de armazenamento (“Storage Area Network”) são usadas para ligações de muito curta distância (dentro de uma sala) entre servidores e dispositivos de armazenamento de massa. São redes de muito alto débito que recorrem a tecnologias distintas, como por exemplo “fiber-channel”, ou mesmo barramentos SCSI.

Rede de fibra óptica

Trata-se de redes que utilizam sinais luminosos para transmitir a informação através de fibras condutoras de luz. Comparativamente como as redes de cobre permitem uma capacidade (quantidade de dados por unidade de tempo) largamente superior, actualmente os limites é definida pelas limitações dos dispositivos emissores e receptores.

Rede privada virtual (VPN)

As redes privadas virtuais (“Virtual Private Network”) utilizam uma rede pública, por exemplo a “internet” para estabelecer uma ligação de dados entre dois pontos, estes dados têm a particularidade de serem codificados (cifrados) de tal forma que apenas os dois intervenientes os conseguem compreender.

Satélites

Satélite é um corpo que acompanha ou gira em torno de outro, observado principalmente no campo da astronomia, seja ele artificial ou natural.
Do ponto de vista da astronomia, um satélite seria tudo aquilo que orbita algo de maior tamanho, desde um planeta anão até galáxias inteiras (que orbitam outras de maior dimensão e força).
Já no campo da astronáutica – ciência que desenvolve máquinas que ocupam a atmosfera terrestre e o espaço -, os satélites são objectos construídos pelo homem e que servem para mapear a superfície da Terra (fazendo fotografias da geografia do planeta, por exemplo), além de transmitir informações para todos os cantos do mundo e do Universo.

Tipos de Satélites

Satélite natural

Teresa Horezano declara que o satélite artificial permanece em órbita devido à aceleração da gravidade da Terra e à velocidade em que ele se desloca no espaço, a qual depende da altitude da sua órbita. Em astronomia, um exemplo de satélite natural é a Lua, pois ela gira em torno da Terra.

Satélite artificial

Já o satélite artificial, como o próprio nome diz, é um equipamento ou engenho construído pelo homem e, dependendo da finalidade, desloca-se em órbita da Terra ou de outro astro. Entre as diversas funções dos satélites artificiais está a transmissão e recolha de informações. Actualmente, sinais de rádio, televisão, internet e telefone, por exemplo, são transmitidos através de satélites que orbitam a Terra.

 

Conclusão

Depois da elaboração deste trabalho de investigação, pudemos constatar que a Internet é a maior rede de computadores do Mundo, que abrange praticamente todos os países do mundo. Deste modo, pode-se também verificar que ela é fundamentalmente importante e que a maior percentagem da Humanidade actual depende dela para tornar as suas actividades possíveis e com mais acessibilidade.
Como estudantes de Informática, é importante ter conhecimentos sobre a Internet, Rede de Computadores, e Satélites. Isto porque a Informática é directa ou indirectamente composta por estes elementos.

Bibliografia

FLORENZANO, T. (2008). Os satélites e suas aplicações. SindCT.

ITIC-Internet. Introdução Às Tecnologias De Informação E Comunicaçã.
MOTA, R. (2010). Blog como ferramenta de relacionamento e posicionamento de marca com o mercado consumidor: um estudo de caso do blog “Energia Eficiente” da Philips. Faculdade 7 de Setembro – FA7.