Métodos de ensino


Resumo
Pode se afirmar que os métodos de ensino, são acções pelas quais se organizam as actividades de ensino para se atingir os objectivos do trabalho. Eles regulam a forma de inteiração entre ensino e aprendizagem, professor e aluno, cujo resultado e a assimilação consistente dos conhecimentos e desenvolvimento das capacidades operativas dos alunos.

Introdução
O presente trabalho de MEIC, visa abordar conteúdo sobre os métodos de ensino, sendo a sua conceitualização, seus objectivos e sua classificação, destacando os métodos desde a sua essência, onde estes permitem nos desenvolver o processo de ensino. Assim sendo estes ditam nos a maneira de como ensinar e aprender gerando assim resultados positivos.
Organização das referências bibliográficas
1-MATANGUE,Alipio.Textos de apoio-Micro planificação da educacao,UP,MP,2010.
2-CUNHA,Antonio.Dicionario etimológico nova fronteira da língua portuguesa,2ª ed, rio de janeiro:nova fronteira,1997.
3-MORGADO,Antonio e PINHO,Fernando.planeamento estratégico,Coimbra,S/ed,Isede de Coimbra,2009.

4-VASCONCELOS,Carlos.Planejamento:Pprojectos de ensino-aprendizagem e projecto politico- pedagógico,S/e,5ª ed,são Paulo,2000.
5-NHAMPOSSA,Claudio.Insucesso escolar, uma realidade da matemática 3° ciclo ensino básico, 1ª ed,Novas Edicoes Academicas,978-613-9-70 762-1-2018.
6-CHIAVENATO;Idalberto.Gestao de pessoas,Rio de janeiro:Elvier,2004.
7-ALPIARCA,Joao.Formacao em cartas escolares,Textos de apoio,2000.
8-ALMEIDA,Lourenco.Atribuicoes causais e espectativas de controlo do desempenho na matemática,Braga:Universidade do Minho,1996.
9-TAVARES,Manuel.Gestao estratégica São paulo:Atlas:2000.
10-AFONSO,Nelson.Investigacao naturalista em educacao um guia praticoe critico,porto,Asa editores,2005.
11-SERRANO,Person.Elaboracao de projectos sociais,Casos práticos,porto,2008.
12-PONTE,Pinho e SERRAZINHA,Manuel,Didactica da matemática do 1° ciclo,Lisboa,universidade aberta,2000.
13-TEIXEIRA,Sebastiao,Gestão das organizacoes,Ed.Lisboa,1998..

Métodos de ensino
É um conjunto, de caminhos para atingir um objectivo.
Também referem se aos meios usados, para alcançar os objectivos gerais e específicos do ensino.
O processo de ensino, caracteriza se pela combinação de actividades do professor e o aluno. A direcção eficaz do processo de ensino depende do trabalho sistematizado pelo professor que tanto, afecta no planeamento das aulas, cônjuge objectivos, conteúdos, métodos, e formas organizativas do ensino. Os métodos são determinados, pela reacção objectiva-conteúdo.
As características dos métodos de ensino estão orientadas para objectivos que implicam uma sucessão planejada e sistematizada das acções tanto do professor assim como do aluno, que requerem a utilização de meios.

A relação objectiva-conteúdométodo

E necessário considerar que a matéria, esta determinada por aspectos politico pedagógicos, lógicos e psicológicos, o que significa considerar a relação dos métodos aos objectivos gerais e específicos. Os objectivos expressam não só a antecipação dos nossos propósitos em relação ao desenvolvimento e transformação da personalidade dos alunos, face as exigências individuais e sociais, como também a conotação pedagógica de conteúdos.
A relação objectivo-conteudo-metodo tem como característica mútua a interdependência.
O método de ensino e determinado pela relação objectiva conteúdo, mas também pode influir na determinação de objectivos e conteúdos. Por sua vez os métodos, a medida que expressam formas de transmissão e a assimilação de determinadas matérias, actuam na selecção de objectivos e conteúdos.
Ex: quando definimos objectivos e conteúdos de história, devem estar incluídos neles os métodos próprios de estudo dessa matéria.
O conteúdo determina o método, pois e a base informativa concreta para atingir os objectivos. Mas o método pode ser um conteúdo quando e objectivo da assimilação.
Ex: para uma aula de leitura estabelecemos objectivos, conteúdo, métodos.
Estas considerações procuram mostrar que a unidade objectiva conteúdo-método constitui a linha fundamental de compreensão do processo didáctico, objectivos, explicam propósitos pedagógicos intencionais e planeados e instrução e educação aos alunos.
Conteúdos consistem a base informativa concreta para alcançar os objectivos e determinar os métodos, formando na totalidade dos passos e meios organizativos do ensino que viabilizam a assimilação dos conteúdos e o alcance dos objectivos.

Os princípios básicos do ensino
Estes são aspectos gerais do processo de ensino que expressam os fundamentos teóricos de orientação do trabalho do docente.
Levam em conta a natureza da pratica educativa, escolar que determinam numa sociedade, as características do processo do conhecimento, as peculiaridades metodológicas das matérias e suas manifestações concretas na pratica docente, as relações entre ensino e o desenvolvimento dos alunos, as peculiaridades psicológicas de aprendizagem e desenvolvimento conforme ideia.

Método de ensino
Há portanto, métodos de ensino de acordo com aspectos que indicam procedimentos e formas de dirigir o processo de ensino, ou seja as relações professor-aluno-matéria e de acordo com o seu aspecto interino que indica as funções ou passos didácticos, procedimentos e acções de assimilação activa da parte do aluno.
Isto quer dizer que os métodos de ensino ligam aos métodos de aprendizagem.

Classificação dos métodos
Método de exposição do professor neste método os conhecimentos habilidades, tarefas são apresentados explicados e demonstrados pelo professor.
Entre as formas de exposição mencionamos verbalmente a demonstração, ilustração e a exemplificação.
Exposição verbal tem como função principal explicar de modo sistematizado, quando o assunto e conhecido ou quando as ideias que os alunos trazem são suficientes.
Demonstração e a forma de representar fenómenos  e processos  que ocorrem na realidade.
Ilustração e a forma de apresentação gráfica de factos, e fenómenos  da realidade por meio de gráficos, mapas, esquemas  e gravuras a partir dos  quais   o professor enriquece a explicação da matéria.
Exemplificação ocorre quando o professor faz uma leitura, em voz alta e quando escreve ou fala uma palavra para que os alunos observem  e depois repitam

Método de trabalho independente
Consiste em tarefas dirigidas ou orientadas pelo professor para que os alunos resolvam  de modo independente e criador. O aspecto mais importante e a actividade mental dos alunos, qualquer que seja a modalidade de tarefa planejada pelo professor para o estudo individual.

Método de trabalho em grupo
Consiste em distribuir temas de estudos iguais ou diferentes, a grupos fixos ou variáveis , compostos por 3.5 alunos com finalidade principal de obter cooperação dos alunos entre se, na realidade de uma tarefa . para que cada membro  do grupo passa a contribuir na aprendizagem  comum necessária que todos estejam familiarizados com o tema de estudo.
Por essa razão exige se que a actividade grupal seja procedido de uma exposição, conversação introdutória ou trabalho individual.

Actividades especiais
São aquelas que complementam os métodos, de ensino e que ocorrem para a assimilação activa dos conteúdos.
Ex: O estudo do meio, jornal escolar, teatro e a biblioteca escolar. O estudo  do meio não se restringe  em visitas, passeios  mas se refere a todos  os procedimentos que possibilitam o levantamento a discussão e a compreensão de problemas concretos do quotidiano do aluno.

Método de elaboração conjunta
E uma forma de interacção activa, entre o professor e os alunos, visando a obtenção de novos conhecimentos, habilidades, fixação, consolidação de conhecimentos adquiridos. O método de elaboração conjunta faz com que faz parte de conjunto de opções metodológicas das quais pode servir se ao professor.
Aplica se em vários momentos do desenvolvimento de unidade didáctica. A elaboração conjunta, supõe um conjunto de condições prévias e incorporação pelos alunos nos objectivos a atingir o domínio das actividades básicas, e experiências que mesmo não sistematizados são de partida para trabalho de elaboração conjunta.
A forma mais usual de organizar a conversação didáctica, e a pergunta tanto do professor assim como os alunos. A pergunta e um estímulo para o raciocínio, incita os alunos a absorverem, pensarem, duvidarem e tomarem partida.
Quanto aos métodos de ensino importa destacar que decorrem duas maneiras que ajudam nos a desenvolver as técnicas de conhecimento na qual a Maneira indica o Método e o Meio indica a Técnica:
Para que a aula tenha significado o professor precisa de duas qualidades:
1. Líder: Guia, porque o ensino é um processo e não um acto. Por isso o professor tem de ter em conta duas coisas: Sua personalidade e suas atitudes.
2. Administrador: Planificar: o que pode fazer agora e o que pode fazer depois. Economizar: o tempo precisa de ser bem gerido.
Avaliar: os estudantes, a sim mesmo e a instituição.

Os processos educativos contemporâneos, numa sociedade capitalista, são produtos de transformações económicas, políticas, científicas e tecnológicas. Portanto, a educação,
enquanto uma expressão e resposta a essas transformações, precisa ser analisada a partir de um movimento histórico, pois muito do que se faz hoje nas escolas tem origem em teorias pedagógicas clássicas, certas vezes desconhecidas pelos próprios educadores. O presente artigo não objectivará promover um aprofundamento teórico de autores específicos, mas uma retomada histórica de momentos distintos que caracterizam as mudanças no método de ensino e aprendizagem.
Critérios Para Seleccionar Conteúdos :
a) Validade: Este conteúdo é digno de confiança, isto é, ele está actualizado.
b) Flexibilidade: Sujeitos a modificações, adaptações, renovações e enriquecimentos.
c) Significação: Relacionado às experiências do Estudante. Um conteúdo terá significação para o aluno quando, além de despertar o seu interesse, levá-lo a aprofundar o interesse.
d)Possibilidade de elaboração pessoal: o Estudante poderá associar, comparar, compreender, organizar, criticar e avaliar o novo conteúdo.
e) Utilidade: refere-se ao uso dos conhecimentos em situações novas.
f) Realismo: segundo este critério deve-se seleccionar conteúdos que possam ser aprendidos dentro das limitações de tempo e recursos disponíveis.
Conclusão
Findo do trabalho, depreendemos que os métodos de ensino são a base fundamental para a interacção do professor e dos alunos, e para que se atinjam os objectivos. Contudo cada método de ensino tem suas particularidades, mas todos desaguando num só propósito que e a determinação, formas e procedimentos de como dirigir um processo de ensino e habilidades de formação do ser, frutos esperados pela sociedade. Não se esquecendo o cumprimento de cada método de ensino para que se consolide o processo de ensino.
Pudemos acatar que as técnicas referem se aos meios usados, para alcançar os objectivos gerais e específicos do ensino e que o processo de ensino, se caracteriza pela combinação de actividades do professor e o aluno onde deve haver a eficácia do processo de ensino depende do trabalho sistematizado pelo professor que tanto,  afecta no planeamento das aulas, cônjuge objectivos, conteúdos, métodos, e formas organizativas  do ensino.  Os métodos são determinados, pela reacção objectiva-conteúdo.

Referências bibliográficas
LIBANO, Jose Carlos, didatica 2ª ed, São Paulo: corte, 2013 (pag 149-160).
DEWEY, John. Como pensamos. 2. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1953. 
DUARTE, Newton. Por que é necessária uma análise crítica marxista do construtivismo? In: LOMBARDI, José Claudinei; SAVIANI, Dermeval (Org.) Marxismo e Educação: debates contemporâneos. Campinas: Autores Associados, 2005. 
FRANCA, Leonel. O método pedagógico dos jesuítas.  Rio de Janeiro: Agir, 1955.